Apresentação

A Embrapa Mandioca e Fruticultura, situada em Cruz das Almas, Bahia, tem o prazer de entregar aos produtores de maracujá o sistema orgânico de produção da cultura, para a região da Chapada Diamantina, estado da Bahia. A publicação originou-se de resultados gerados pelo projeto “Desenvolvimento de sistemas orgânicos de produção para fruteiras de clima tropical”, como também de recomendações publicadas no sistema convencional de produção e permitidas para os sistemas orgânicos.

O estado da Bahia é o maior produtor nacional de maracujá, com um montante de 342.780 toneladas (t) (49% da produção nacional), em uma área aproximada de 27,3 mil hectares (55% da área nacional), com destaque para os municípios de Livramento de Nossa Senhora (63.000 t) e Dom Basílio (49.200 t), em 2016.

Apesar da elevada dependência do uso de agrotóxicos para obtenção de níveis satisfatórios de produtividade no sistema de produção convencional de maracujá, sobretudo para o controle de pragas e doenças, as instituições de pesquisa têm se dedicado a estudos com foco em sistemas de produção que minimizem ou mesmo eliminem o uso de produtos sintéticos. Entre esses sistemas, destaca-se a produção orgânica, que tem o apoio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), e é regulamentada pela Lei no 10.831, sancionada em 2003. A lei visa à sustentabilidade econômica e ecológica, à maximização dos benefícios sociais, à minimização da dependência de energia não renovável, e emprega, sempre que possível, métodos culturais, biológicos e mecânicos em substituição ao uso de insumos sintéticos.

A publicação reúne recomendações técnicas necessárias ao cultivo do maracujazeiro em sistema orgânico, com foco nos aspectos socioeconômicos, exigências edafoclimáticas, preparo do solo, calagem e adubação, híbridos de maracujá-amarelo, sementes e mudas, plantio e tratos culturais, polinização, manejos da irrigação, pragas e doenças, colheita, mercado e comercialização, e os coeficientes técnicos e rentabilidade.

Com o sistema proposto, espera-se contribuir para o crescimento do cultivo orgânico do maracujazeiro e, consequentemente, para o aumento da produção sustentável de frutas, observando os princípios ambientalmente correto, socialmente justo e economicamente viável.

 

Alberto Duarte Vilarinhos

Chefe-Geral

Embrapa Mandioca e Fruticultura

Link Edição Portlet Link Edição Portlet

Set/2018

Link Expediente Portlet Link Expediente Portlet

Lista de Editores do SP da Area publica Portlet Lista de Editores do SP da Area publica Portlet

Editor(es) técnico(s)

  • Ana Lucia Borges
  • Raul Castro Carriello Rosa

Lista de Autores do Tópico Área Pública Portlet Lista de Autores do Tópico Área Pública Portlet

Autores deste Tópico

Nenhum autor associado.

Link Todos Autores Portlet Link Todos Autores Portlet

Imprimir SP Imprimir SP

Imprimir este SP

Atenção: Uma nova janela será aberta.