Introdução

Josué Francisco da Silva Junior

Ana da Silva Lédo

A mangabeira (Hancornia speciosa Gomes) é uma espécie frutífera de distribuição ampla, com ocorrência nos Tabuleiros Costeiros, Baixada Litorânea e Cerrados do Brasil. No Nordeste, desempenha um importante papel econômico, social e cultural para as populações do litoral da região.

A produção de mangaba é proveniente quase que totalmente do extrativismo, praticado por populações tradicionais constituídas, em sua maioria, por mulheres, autodenominadas “catadoras de mangaba”. As áreas cultivadas têm crescido nos últimos anos na região, bem como no Centro-Oeste, e a mangaba tem alcançado elevados preços no mercado de frutas in natura e na agroindústria. A demanda por sua polpa congelada, sucos e sorvetes vem aumentando em todo o país, com destaque para o Nordeste, mas também nos estados de Minas Gerais, Goiás e Tocantins. A fruta possui sabor e aroma singulares, e boas quantidades de vitamina C e ferro, o que lhe garante um lugar entre os alimentos com qualidades nutracêuticas.

O processo de domesticação da espécie tem obtido certo avanço e muitas tecnologias, desde a produção de mudas até a industrialização, já foram disponibilizadas com a finalidade de atender às demandas para melhoria do seu sistema de produção.

A última publicação do gênero elaborada pela Embrapa Tabuleiros Costeiros data de 2002, o "Sistema de produção de mangaba para os tabuleiros costeiros e baixadas litorâneas", sob a coordenação do pesquisador da Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro), Raul Dantas Vieira Neto (in memoriam). A Empresa Estadual de Pesquisa Agropecuária da Paraíba (Emepa) também tem gerado, ao longo dos anos, informações importantes que compõem o atual sistema de produção de mangaba para a Paraíba e o Rio Grande do Norte, e que trouxe grande contribuição para o presente documento.

Para esta publicação, foram reunidos alguns dos maiores especialistas do país em suas áreas de atuação e com experiência na cultura da mangaba nos estados de Sergipe, Pernambuco, Paraíba, Alagoas, Rio Grande do Norte, Bahia, Pará e na região do Planalto Central do Brasil. A participação direta da iniciativa privada, sobretudo na industrialização, permitiu que o sistema de produção também fosse validado por esse importante segmento. Com isso, a Embrapa e instituições parceiras disponibilizam aos atores e aos diversos constituintes da cadeia produtiva da mangaba, informações atualizadas para a produção da fruta no Nordeste do Brasil, reunindo as tecnologias geradas e adaptadas disponíveis para a cultura nessa região. Na medida do possível, procurou-se, também, abordar técnicas de manejo relacionadas à produção extrativista, tendo em vista o predomínio desse sistema na produção de mangaba.

Link Edição Portlet Link Edição Portlet

2ª edição

Link Expediente Portlet Link Expediente Portlet

Lista de Editores do SP da Area publica Portlet Lista de Editores do SP da Area publica Portlet

Editor(es) técnico(s)

  • Josué Francisco da Silva Junior
  • Ana da Silva Ledo

Lista de Autores do Tópico Área Pública Portlet Lista de Autores do Tópico Área Pública Portlet

Autores deste Tópico

  • Josué Francisco da Silva Junior
  • Ana da Silva Ledo

Link Todos Autores Portlet Link Todos Autores Portlet

Imprimir SP Imprimir SP